A dor da perda: como lidar com o luto?

A dor da perda: como lidar com o luto?
27 de julho de 2022 Matheus Lós

A dor da perda: conheça os estágios e saiba como lidar com o luto

 

Perder pessoas que amamos infelizmente é uma parte natural da vida. Porém, isso não significa que seja um processo simples de enfrentar. A dor da perda está presente em maior ou menor intensidade em todos os momentos de mudanças — por exemplo, um término de relacionamento ou a saída de uma cidade — mas ela é muito mais forte quando algum familiar ou amigo querido vem a falecer. 

A partir desse momento é preciso lidar com sentimentos de choque, tristeza, raiva e até mesmo culpa, tudo junto, e muitas vezes de forma súbita quando se trata de acidentes ou de pessoas muito jovens. 

Mas, apesar desses sentimentos estarem presentes na vida das pessoas de diferentes formas, e serem completamente normais, o processo do luto ainda é visto como um tabu que não deve ser discutido no dia a dia.

Infelizmente, essa visão faz com que muitas pessoas se reprimam e não busquem ajuda especializada ou informações, o que se torna extremamente prejudicial para todos os envolvidos. 

Claro que é impossível estar 100% preparado para lidar com a dor da perda de alguém que você ama, mas saber mais sobre o luto e conversar com os outros ajuda a naturalizar e encarar esse momento.

Conheça o significado do luto e entenda mais sobre as suas fases:

 

O que é o luto?

 

O luto pode ser definido como uma trajetória emocional complexa que começa assim que você perde uma pessoa importante e amada. 

Essa perda gera um momento de recolhimento que pode contar com crises de choro, desânimo, dificuldade de realizar as atividades diárias, como cuidar da casa e trabalhar, e com diversos questionamentos que geram angústia, tristeza, medo e desespero.

Apesar de ser um momento muito único para cada pessoa, a psiquiatra Elisabeth Kübler-Ross, em seu livro “Sobre a Morte e o Morrer”, publicado em 1969, identificou cinco estágios após entrevistar pacientes terminais e os seus familiares: 

 

  • negação; 
  • raiva;
  • negociação;
  • depressão; 
  • aceitação. 

 

Hoje, acredita-se que todas as pessoas enlutadas passam por essas etapas, mas não necessariamente de forma linear. 

Portanto, não há uma regra específica que vai ditar como lidar com a dor da perda, até porque isso vai depender da sua idade, das suas experiências e da comunidade em que você está inserido. 

O luto infantil, por exemplo, tende a se focar na negação e na raiva, pois as crianças compreendem menos ainda que os adultos sobre o significado da morte. 

 

Qual é a melhor forma de se preparar?

 

Como tudo que chega de surpresa na vida, nunca estaremos completamente preparados para viver o processo do luto. 

Por isso, o que podemos fazer é nos prevenir conversando com as pessoas que amamos sobre as questões emocionais que nos afligem e criando uma rede de apoio. 

É possível enfrentar a dor da perda de forma menos turbulenta e mais tranquila quando entendemos que ele é um processo coletivo que todos vão experienciar na vida. Além disso, receber acolhimento especializado e ter conhecimento sobre o que é normal viver em cada etapa também ajuda a respeitar e superar o luto. 

 

Conheça uma empresa que está pronta para te acolher 

 

O Grupo Jardim da Saudade possui um grupo de apoio aos enlutados, ministrado por uma psicóloga especializada, que acontece toda primeira quinta-feira do mês, às 19:30 através do zoom. 

Nesses encontros, as pessoas podem compartilhar suas dores em um espaço seguro e receber o apoio que precisam durante esse período difícil. Para receber participar basta mandar uma mensagem de WhatsApp para o número 0800 007 000 e clicar no link que será enviado.

Acompanhe o Jardim da Saudade no Instagram para ficar por dentro das novidades sobre o grupo e encontre um local acolhedor para passar por esse momento difícil.