Série Sessão Terapia – Falta de Produtividade Durante a Quarentena Parte 1

Série Sessão Terapia – Falta de Produtividade Durante a Quarentena Parte 1
4 de agosto de 2020 Jardim da Saudade

O Que Entender Sobre Produtividade Durante a Quarentena

conceito de produtividade é muito relativo. O que para você é pouco, para o outro pode ser suficiente, ou vice versa. Mas a verdade é que falar de produtividade é falar do quanto nós conseguimos entregar, levando em consideração o nosso tempo.

Durante essa quarentena, o que tem afligindo muita gente é a cobrança por resultados, excesso de demandas e também a autocobrança em aproveitar mais o próprio tempo.

Mas o que realmente você precisa para se sentir melhor?

Existe uma área de análise na psicologia chamada ACT (Terapia de Aceitação e Compromisso), que propõe que o indivíduo permita-se descobrir o que ele está sentido e observe todo o contexto desse sentimento. Em outras palavras, é fazer com que a pessoa saiba do seu sentimento, quais as circunstâncias que o ocasionam e o que está sob seu controle para mudar tal situação.

Quando você escova os dentes ou se arruma, você se olha no espelho? Querendo ou não, uma hora ou outra durante nosso dia acabamos analisando nossa imagem diante o espelho, né?

Olhar para o próprio sentimento é tão importante quanto olhar para o espelho e reconhecer seu reflexo. Se permitir entender nossas angústias e não só as sentir é um passo primordial para ir atrás do bem-estar mental.

Uma coisa é fato: não escolhemos nossos sentimentos! Dias acordamos bem, outros para baixo. E não é errado a gente se sentir mal, afinal de contas o sentimento é só resultado do contexto que estamos e experiências que vivemos.

A partir do momento que aceitamos nosso estado de espírito, podemos firmar um compromisso com a mudança, ou seja, desenvolver e se engajar com compromissos que estão sob nosso controle.

Analise. Reconheça. Aceite. Questione. Comprometa-se em mudar.

Quando aceitamos que não estamos sendo produtivos durante essa quarentena e que isso tem causado ansiedade, desespero, medo e qualquer outra angústia, cabe a nós mesmos entender o que está causando essas sensações, separar o que está sobre nosso controle e diante as respostas, programar uma rotina de tarefas para que a gente se sinta melhor.

  • Faça as coisas no seu tempo;
  • Não deixe de fazer as coisas, mas compreenda que você não precisa fazer tudo ao mesmo tempo;
  • Crie hábitos, mas não vire refém deles.

Mas não se cobre demais, não seja duro consigo mesmo. Considere a produtividade a partir da sua perspectiva e não com a do seu chefe, colega de trabalho ou do influencer da rede social ao lado.